A. Somos apresentados a Apolo em Atos 18:24-28: "E chegou a Éfeso um certo judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, varão eloquente e poderoso nas Escrituras. Este era instruído no Caminho do SENHOR, e, fervoroso de espírito, falava e ensinava diligentemente as coisas do SENHOR, conhecendo somente o baptismo de João. Ele começou a falar ousadamente na sinagoga; e, quando o ouviram Priscila e Áquila, o levaram consigo, e lhe declararam mais pontualmente o Caminho de Deus. Querendo ele passar à Acaia, o animaram os irmãos, e escreveram aos discípulos que o recebessem; o qual, tendo chegado, aproveitou muito aos que pela graça criam. Porque com grande veemência convencia publicamente os judeus, mostrando pelas Escrituras que Jesus era o Cristo"
B. Há muitas lições que podemos aprender com ele.

I. Informações sobre Apolo

A. Quem foi Apolo? (Atos 18:24).
1. Um judeu e segundo as indicações um discípulo de João Batista.
2. Ele nasceu em Alexandria, que era o assento principal do aprendizado hebraico.
a. Naquele tempo a sua biblioteca tinha 7.000.000 volumes.
b. A escola era semelhante à de Gamaliel (Atos 5:34 e 22:3).
3. Apolo era um homem "eloquente".
a. A palavra "eloquente" pode significar tanto um homem hábil no uso das palavras ou um especialista em ideias e pensamentos.
b. Alguns depreciam o valor de uma educação universitária, enquanto outros cultuam no altar da educação superior.
c. Uma educação secular é um meio para um fim, não é essencial para estar a serviço no reino (Atos 4:13).
4. Ele era "poderoso nas Escrituras"
a. As escrituras do Antigo Testamento quer dizer aqui. Sua instrução foi na antecipação do Messias como revelado no Antigo Testamento.
b. Este era o segredo de seu poder e capacidade. Ele conhecia as Escrituras. A educação moderna demonstra uma triste e trágica falta de aprendizagem em qualquer fase das escrituras. O ponto mais fraco na formação moderna está neste ponto exato em que Apolo era "poderoso". Hoje, o poder da pregação tem sido confundido com os expedientes externos da polidez, elegância, personalidade e posição. Mas Apolo era um pregador eficiente, porque ele tinha uma compreensão das Escrituras, a pureza de coração e motivos, e capacidade de proclamar a mensagem. Muitas vezes congregações selecionam seus professores... com base em costumes, a personalidade, ou graus de alguma universidade. Esses expedientes não devem ser desprezados nem esquecidos, mas o essencial é selecionar homens... que são sábios nas Escrituras. Muitos fabricantes de tendas modernos na congregação podem e vão servir muito melhor como um mestre da Palavra do que a chamada pessoa bem-educada que sabe a ciência, mas nunca conheceu, nem se rendeu ao Salvador.
B. O que ele fazia em Éfeso? (Atos 18:25).
1. Apolo era "fervoroso de espírito" (zelo ardente). Ele não estava apenas "passando pelos movimentos".
2. Ele falava e ensinava diligentemente as coisas do Senhor.
a. Ele era cuidadoso em tudo o que sabia.
b. A passagem indica que ele não sabia nada do batismo da Grande Comissão, embora ele soubesse algo da vida e os ensinamentos de Cristo, ele provavelmente não sabia de sua morte, sepultamento e ressurreição.
c. Seu conhecimento era correto, mas estava incompleto.
3. Este bom homem só conhecia o batismo de João.
a. O batismo de João era preparatório (Mateus 11:10; cf. Mal 3:1).
b. O batismo de João foi ordenado por Deus (Lucas 7:29-30).
c. Aqueles que obedecem  ao batismo de Cristo confessam a Cristo (Atos 8:37); não é assim com o de João.
d. O batismo de Cristo é, em nome do Pai, Filho e Espírito Santo (Mt 28:19); não é assim com João.
4. Apolo foi rebatizado? Uma pergunta para as idades. O texto não diz especificamente embora seja provável (cf. Atos 19:1-7).
C. O que aconteceu com ele? (Atos 18:26)?
1. Apolo falava com ousadia, ainda que de forma imprecisa.
2. Ele foi ensinado mais perfeitamente por Áquila e Priscila.
a. Isto ilustra ainda que Apolo não tinha certos fatos a respeito de Jesus e Seu batismo, a semana de encerramento do Seu ministério, Sua morte, sepultamento e ressurreição e ascensão ao céu.
b. Áquila e Priscila ("eles") ensinaram-lhe em particular.
c. Suas ações lançou luz sobre 1 Coríntios 14:34 e 1 Tm. 2:12.
D. O resto da história (Atos 18:27-28).
1. Ele deve ter sido receptivo ao "mais perfeito" ensino de Priscila e Áquila.
2. Apolo foi altamente recomendado, muito respeitado, e capaz. Apesar de todas as outras qualificações que irmãos podem colocar em cima de um pregador, estas são o que importa.
3. Ele "vigorosamente refutada publicamente os judeus, mostrando pelas Escrituras que Jesus é o Cristo" (Atos 18:28).
a. A palavra "refutava" não significa que ele convenceu-os, mas apenas que ele argumentou-os.
b. Com argumentos fortes ele desmontou todos os argumentos e em efeito silenciou os judeus.
c. Feito publicamente quer na sinagoga ou em debate (cf. Jd 3).

II. O trabalho de Apolo

A. Foi para Corinto (Atos 19:1).
B. Extremamente popular e bem sucedido. Facções surgiram, não por culpa própria (1 Coríntios 1:10-16;. 3:4-8; 4:6).
1. Talvez seja por isso ele não poderia voltar (I Coríntios. 16:12).
2. Talvez os Corintos tivessem escrito solicitando que Apolo fosse enviado para trabalhar com eles. De qualquer forma, Paulo insistiu com Apolo para ir a Corinto. Paulo não tinha medo que Apolo era um líder em sua luta partidária, não tinha animosidade contra ele. Os dois trabalharam juntos. Assim, Paulo exortou Apolo e um grupo de irmãos para ir com ele a Corinto para ajudar a endireitar as coisas lá.
3. Em alguns casos não há desejo de um pregador retornar.
4. Apolo foi bem-sucedido em manter a confiança dos irmãos de Corinto. O que uma observação a respeito dele!

Conclusão
A. Apolo é outro dos heróis desconhecidos da Bíblia.
B. Apolo deveria nos levar a refletir sobre uma série de coisas:
1. O que é mais importante para um pregador - credenciais de faculdade ou um conhecimento do Livro de Deus?
2. Eu sou fervoroso de espírito?
3. Se outros me corrigirem de acordo com a Palavra, eu estaria tão disposto como Apolo a mudar minha pregação?
4. Será que os outros me recomendam como apenas o que eles precisam para ajudá-los?
5. Será que eles querem que eu volte?

Pr. Aldenir Araújo
Fonte: O PREGADOR FIEL

2 comentários:

  1. Apolo realmente foi um missionário de coração por Cristo. Glória a Deus.
    Obrigado pastor por esse ensino. Me edificou e ainda vai edificar muita gente, em nome de Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Não escuto falar muito sobre Apolo, aprendi muito! Obrigada!!!

    ResponderExcluir

Postagens por Data

Estatíticas de Acesso

Traduzir este site

Membros | Seguidores

Postagens mais acessadas

Redes Socias